Vias e desvios da representação na literatura brasileira contemporânea: o exemplo de Clarice Lispector e de Rubem Fonseca