A lição do abandono ou para onde pode apontar a primeira aula